sábado, 6 de julho de 2019

Violência contra a mulher...




          Com a Lei Maria da Penha, muitas organizações e a maioria da população engajada nesta luta, a sensação que temos é que, apesar dos anos, nada mudou e não houve nenhuma mudança para que a violência contra mulher parasse ou diminuísse. As pesquisas, os noticiários, o nosso dia a dia nos mostram as atrocidades feitas contra a mulher.
          O perigo está em tudo como um namorado novo, um relacionamento na internet, uma viagem de Uber, um assédio no escritório, uma invasão no condomínio, um passeio na rua, um jantar, uma danceteria, um treino no parque, uma aula no colégio, uma briga com o marido, um ex-possessivo, uma briga de trânsito, uma briga com vizinhos, uma trilha na mata, uma viagem, uma carona, enfim...
          Namoradas, esposas, irmãs, mães, filhas, colegas, amigas, não importa, todas são vítimas de criminosos disfarçados de pessoas comuns. É inegável que o mal sempre conviveu ao nosso lado. E, por incrível que pareça, as pessoas continuam a achar que só acontece na Tv, com o vizinho... 
          É incrível como todos levam suas vidas sem se prevenir. Preferem andar nas ruas como vítimas, presas fácil da violência.
          O mal sempre existirá, as forças de segurança nunca vão conseguir proteger a todos. A nossa salvação nunca virá dos políticos. A vida é e sempre foi uma selva, devemos mudar de vítimas para predadores.
          Não digo para agirem como animais violentos (mesmo porque haverá consequências), mas sim mudarem de atitude, deixarem de ser vítimas. Um criminoso sempre atacará o mais fraca. Nunca ataca e sempre desiste do mais forte, do que dará mais trabalho.
          Muitas mulheres facilitam e muito, agindo distraidamente, cometendo inúmeras falhas de segurança. Eu sei, é muito estressante agir como um paranoico, mas a prevenção é a única solução.
           O estresse só vem, se você age com medo de tudo. Agora, se você age tranquilamente como se estas ações são naturais, a sua segurança e proteção ocorrerão naturalmente. E como isso é possível? Com condicionamento mental, muito treinamento. Se você se condiciona a mudar seus hábitos, os resultados serão visíveis.
           Você mulher, tem que se proteger. E você que ama uma mulher, deve incentivá-la a se proteger.
           Existem vários caminhos e formas... Uma delas, que veio para ajudar ou pelos menos amenizar esta situação é o curso específico Violênciacontra Mulher! Como se Proteger?





           São orientações de prevenção em todos os segmentos como violência urbana, acidentes domésticos, idosos, crianças, incêndios, catástrofes, terrorismo, aeroportos e muito mais.
           Muitas sofrem diariamente com abusos, violências, preconceitos, torturas, psicológicas ou não. Desta forma vocês poderão sobreviver nesta selva urbana.
          Direcionado especificamente ao público feminino ou interessados.
          Confira..

  
Ganhar dinheiro trabalhando com este produto? ACESSE AQUI!       

Conheça o material IMPRESSO!

Ou o material DIGITAL!

Nenhum comentário:

Postar um comentário